Ocupação Intercultural Biloura

Ocupação Intercultural Biloura

Detalhes do Evento


A Ocupação Intercultural Biloura procura gerar novos espaços de diálogo e interlocução do Biloura com diferentes públicos e artistas. O evento conta com uma série intensiva de atividades relacionadas às temáticas da morte e da interculturalidade nas artes performativas.

BILOURA INTERCULTURAL THEATRE COLLECTIVE é um coletivo artístico que atua de modo intercultural e multidisciplinar nas artes performativas. Nascido em 2013 no Piemonte (Itália), o grupo consolidou-se através de um intenso trabalho de pesquisa e criação, realizando projetos, performances e workshops na Itália, Suíça, França, Espanha/Ilhas Canárias e Brasil. O grupo desenvolve sua pesquisa a partir de suas duas sedes: na Itália, na vila de Alice Superiore, e recentemente no Brasil, no distrito de Taiaçupeba/Mogi das Cruzes-SP.

Programação:

Workshop – 15 a 19 de fevereiro: “NARRATIVAS DO CORPO-VOZ: ESCUTA E AÇÃO”

O workshop direciona-se para a descoberta e exploração da escuta como elemento fundamental dos processos criativos via corpo-voz, compartilhando das práticas utilizadas pelo Biloura para a criação de suas performances. Através de dinâmicas corporais, do canto e da composição como ferramentas, procura-se o despertar de um fluxo singular que reverbere numa criação coletiva integral. Serão abordados os seguintes elementos performativos: espontaneidade e precisão; associações; impulso e contato; transformação da energia; composição dramatúrgica e autonomia criativa.

Inscrição:

15 vagas. Inscrições online encerradas.

Mesa-redonda – 16 de fevereiro: “ARTES PERFORMATIVAS E INTERCULTURALIDADE”

Encontro que discutirá os desafios e possibilidades das artes performativas como zona de contato intercultural. A partir da pesquisa do Coletivo e da experiência de um workshop de criação teatral com um grupo de refugiados nigerianos na Itália, o Biloura abre-se à reflexão: Quais são as possibilidades de contribuição dos contatos interculturais para as artes performativas? Quais são as possibilidades de contribuição das artes performativas para os contatos interculturais? A mesa estará sob a coordenação de Victor Kanashiro (performer do Biloura e Doutor em Ciências Sociais pela UNICAMP).

Inscrição:

40 vagas (caso as vagas não sejam completamente preenchidas até a data de término das inscrições, haverá distribuição de senhas 30 minutos antes da atividade). Inscrições online encerradas.

Performance – 18 de fevereiro: “NOMES”

A refeição é um dos mais cotidianos rituais da vida familiar. Em “nomes” os convidados são recebidos para um jantar pelos performers brasileiros do Biloura: Eduardo Colombo, Tiago Viudes e Victor Kanashiro. Entre a bebida e a comida, conversas e confissões, são ofertados cantos, histórias, danças e ações de um amor a três autobiográfico.

Duração: 150 min. Classificação: livre. 40 lugares (retirar ingressos com 30 minutos de antecedência na Unidade)

Performance – 19 e 20 de fevereiro: “SPIRO”

Uma vigília fúnebre irônica, poética, absurda, tocante. Cinco figuras acompanham o público numa viagem pelo inexprimível e efêmero, revelando pouco a pouco a fragilidade, a força e a beleza humana frente à morte.

40 lugares por apresentação (retirar ingressos com 30 minutos de antecedência na Unidade). Duração: 45 min.

Data e Local:

15 a 20 de Fevereiro de 2016

Oficina Cultural Oswald Andrade (Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, São Paulo – SP)

Mais Informações:

Site do Biloura: www.biloura.jimdo.com

Evento no Facebook da Ocupação Intercultural Biloura: https://www.facebook.com/events/1179564772055951/